Colocação pronominal: Saiba Tudo Sobre

Tem dúvidas como fazer uma colocação pronominal, planejamos um assunto completo com o que você precisa saber com vídeos e muito mais. Confira aqui.

Colocação pronominal tem relação com os pronomes pessoais oblíquos átonos e sua posição perante o verbo. Mas antes de entender o que é isso, vamos descobrir como funciona os pronomes pessoais e como eles exercem sua função.

Pronome pessoal reto

São pronomes (eu, ele) que funcionam como sujeito da oração.

Exemplo:

  • Eu não queria ir à escola, mas ele me convenceu.

Pronome pessoal oblíquo


É o pronome (lhe) que exerce a função de complemento, indicando a segunda pessoa do singular (tu, você).

Exemplo:

  • Ele só queria ajudá-lo (Ele só queria ajudar. Ajudar quem? Você).

Caso o verbo principal estiver no infinitivo ou gerúndio, o pronome lhe pode ser usado antes, depois ou entre a locução verbal.

Exemplo:

  • Eu quero lhe dizer uma coisa.
  • Eu estou dizendo-lhe uma coisa.

Agora que você já entendeu o que são e como os pronomes pessoais funcionam, voltaremos ao assunto do título.

O que é colocação pronominal?

São os pronomes pessoais oblíquos átonos que ocupam uma posição na frase em relação ao verbo. Os pronomes pessoais oblíquos átonos são aqueles que não dependem de preposição, enquanto os pronomes pessoais oblíquos tônicos precedem a preposição.

Pronome pessoal oblíquo ÁTONO: Maria me disse que irá à festa.

Pronome pessoal oblíquo TÔNICO: Maria disse para mim que irá à festa.

A colocação pronominal é dividida em três formas, que diferem por suas regras: próclise, mesóclise e ênclise.

PRÓCLISE

Pronome situado antes do verbo.

MESÓCLISE

Pronome situado no meio do verbo.

ÊNCLISE

Pronome situado depois do verbo

Os pronomes pessoais oblíquos átonos são: me, te, se, o, a, lhe, nos, vos, os, as, lhes.

Exemplos de colocação pronominal

Cada uma das três formas de colocação pronominal tem as suas regras que justifiquem o seu uso na frase.

Aproveite e saiba mais:

Próclise

O pronome é usado antes do verbo quando houver:

Pronomes relativos

  • me, que, qual, onde

Exemplo:

Há pessoas que nos fazem mal.

Advérbios

  • sem que haja vírgula

Exemplo:

Amanhã te falo o que aconteceu.

Palavras negativas

  • não, nunca, jamais, ninguém

Exemplo:

Não me estresse!

Pronomes indefinidos

  • todos, alguém, poucos, muitos

Exemplo:

Todos nos aplaudiram.

Antes do gerúndio

  • Em se tratando de tecnologia, aquele aluno entende bem.

Conjunção subordinativa

  • se, logo, embora

Exemplo

  • Ficarei na festa, se me agradar.

Pronomes demonstrativos

  • isso, isto, aquilo

Exemplo

  • Isso me emocionou.

Frases interrogativas

qual, quando, quem

Exemplo:

  • Quando te falaram isso?

Frases exclamativas:

Que Deus te ilumine!

próclise não deve iniciar a oração.

Exemplo:

Me falaram de você (incorreta) / Falaram-me de você (correta).

colocação pronomial

Mesóclise

Quando o verbo é conjugado no futuro do presente do indicativo ou no futuro do pretérito do indicativo, usa-se a mesóclise, mas apenas se não houver justificativa para a próclise:

Falar-lhe-ei a verdade. (Falarei+ lhe)

  • A mesóclise é normalmente usada na linguagem culta e literária.

Ênclise

A colocação pronominal deverá ser usada após o verbo quando houver:

Orações imperativas afirmativas:

  • Cale-se agora!

Verbos iniciando a oração

Desde que não sejam futuro do presente nem futuro do pretérito.

  • Contaram-me uma mentira.

Orações reduzidas de infinitivo e gerúndio:

Quero dizer-te uma coisa.

oração reduzida de infinitivo

Ela não aceitou, fazendo-se de difícil. (oração reduzida de gerúndio e sem a preposição “em”)

  • Vírgula antes do verbo:

Se nada der certo, mudo-me de casa.